Atendimento | SAC (11) 2092-2578 | (11) 2092-2574 | 2091-8286 - Seg. à Sex (exceto feriados) das 10:00 às 16:00

CAASP Shop

Buscar

    USUCAPIAO E USUFRUTO, INVENTARIO E PARTILHA, DIVORCIO E UNIAO ESTAVEL, PROTESTO E OUTROS DOCUMENTOS DE DIVIDA

    1193142

    Consultar frete

    O autor escreveu a Obra em destaque com a finalidade de esclarecer a Usucapião e o Usufruto, o Inventário e a Partilha, o Divórcio e a União Estável, o Protesto e outros Documentos de Dívida de forma extrajudiciais, dividindo o Livro em partes com doutrina e parte prática ao final de cada tema.Citaremos como exemplo a parte de Usucapião Extrajudicial, pois está conforme o art. 216-A da Lei nº 6.015/73, com inclusões e alterações trazidas pelo Novo CPC, pela Lei nº 13.465/17 e com a regulamentação dada pelo Provimento nº 65, do CNJ, de 14 de dezembro de 2017.Assim, os demais temas foram desenvolvidos com a mesma sintonia, com doutrina e prática, proporcionando ao operador do Direito um material capaz de auxiliá-lo nas suas atividades forenses.
    Ver mais sobre o produto

    Sobre o produto

    Detalhes

    Autor: PEIXOTO, ULISSES VIEIRA MOREIRA
    Editora: EDITORA JH MIZUNO DISTRIBUIDORA
    ISBN: 9788577895090
    EAN: 9788577895090
    Edição:
    Ano Edição: 2020
    Página: 453
    Sinopse: O autor escreveu a Obra em destaque com a finalidade de esclarecer a Usucapião e o Usufruto, o Inventário e a Partilha, o Divórcio e a União Estável, o Protesto e outros Documentos de Dívida de forma extrajudiciais, dividindo o Livro em partes com doutrina e parte prática ao final de cada tema.Citaremos como exemplo a parte de Usucapião Extrajudicial, pois está conforme o art. 216-A da Lei nº 6.015/73, com inclusões e alterações trazidas pelo Novo CPC, pela Lei nº 13.465/17 e com a regulamentação dada pelo Provimento nº 65, do CNJ, de 14 de dezembro de 2017.Assim, os demais temas foram desenvolvidos com a mesma sintonia, com doutrina e prática, proporcionando ao operador do Direito um material capaz de auxiliá-lo nas suas atividades forenses.

    Opinião dos consumidores