DIAS DE INFERNO NA SIRIA - O RELATO DO JORNALISTA BRASILEIRO QUE FOI PRESO E TORTURADO EM PLENA GUERRA 0% 0 Seja o primeiro a avaliar

DIAS DE INFERNO NA SIRIA - O RELATO DO JORNALISTA BRASILEIRO QUE FOI PRESO E TORTURADO EM PLENA GUERRA

Descrição: Autor: CAVALCANTI, KLESTERISBN: 8564065827EAN: 9788564065826Edição: 1ª2012Página: 288Sinopse: O jornalista Klester Cavalcanti saiu de São Paulo, em maio de 2012, com a missão de registrar a realidade da guerra civil na Síria, iniciada em março de 2011. Partiu para Beirute, no Líb... Saiba mais

Descrição Completa

Autor: CAVALCANTI, KLESTER
ISBN: 8564065827
EAN: 9788564065826
Edição: 1ª2012
Página: 288
Sinopse: O jornalista Klester Cavalcanti saiu de São Paulo, em maio de 2012, com a missão de registrar a realidade da guerra civil na Síria, iniciada em março de 2011. Partiu para Beirute, no Líbano, com toda a documentação em ordem. Tinha o visto sírio, uma lista dos equipamentos que poderia portar, passaporte e um contato esperando-o na cidade de Homs, então epicentro do conflito entre as forças do ditador Bashar al-Assad e os rebeldes do Exército Livre da Síria. Seu plano era entrar em território sírio pela fronteira libanesa e acompanhar por alguns dias a ação dos rebeldes. Mas nada aconteceu como planejado. O jornalista foi preso pelas tropas oficiais, torturado e encarcerado por seis dias numa cela que dividia com mais de 20 detentos. Acostumado a denunciar violações dos Direitos Humanos no Brasil, o jornalista conseguiu fazer seu trabalho no ambiente inóspito da prisão. Naquele microcosmo, estavam os personagens e as histórias que precisava para retratar a guerra civil que acompanhava da cela, ouvindo os tiros e as explosões que vinham das ruas. O resultado é este Dias de Inferno na Síria, que apresenta o conflito sírio de uma perspectiva inédita, já que visto de dentro, ao mesmo tempo em que e as vítimas e os algozes da guerra ganham a dimensão humana que faz refletir sobre as diferenças religiosas, de raça e de poder que maltratam o mundo.