CIENCIAS CRIMINAIS EM DEBATE 0% 0 Seja o primeiro a avaliar

CIENCIAS CRIMINAIS EM DEBATE

BRL de R$ 130,00 91.00 por R$ 91,00 5x de R$ 18,20 sem juros Economize R$ 39,00
Descrição: Autor: SOUZA, BERNARDO DE AZEVEDO E; SOTO, RAFAEL EDUARDO DE ANDRADEISBN: 8584402021EAN: 9788584402021Edição: 1ª2015Página: 412Sinopse: O mercado editorial brasileiro será brindado, em breve, com mais uma obra voltada à discussão das ciências criminais. No dia 09/05/2015 será lan... Saiba mais

Descrição Completa

Autor: SOUZA, BERNARDO DE AZEVEDO E; SOTO, RAFAEL EDUARDO DE ANDRADE
ISBN: 8584402021
EAN: 9788584402021
Edição: 1ª2015
Página: 412
Sinopse: O mercado editorial brasileiro será brindado, em breve, com mais uma obra voltada à discussão das ciências criminais. No dia 09/05/2015 será lançado o livro Ciências Criminais em Debate: Perspectivas Interdisciplinares, organizado pelos professores Bernardo de Azevedo e Souza e Rafael Eduardo de Andrade Soto. A obra apresenta ao público leitor artigos inéditos de renomados juristas brasileiros e estrangeiros, tais como os professores Catedráticos em Direito Penal Bernardo Feijoo Sanchéz, Eduardo Demetrio Crespo e Guillermo Yacobucci. O trabalho conta ainda com a apresentação do Prof. Dr. Nereu José Giacomolli e prefácio do Prof. Dr. Lenio Luiz Streck. Como destaca Nereu Giacomolli, a proposta de um livro de artigos abordando temas voltados às questões mais proeminentes e instigantes das ciências criminais, a partir da perspectiva interdisciplinar, encontra eco nas exigências da contemporaneidade, com acerto no essencial. Esse novo paradigma clama por um constante diálogo entre o Direito e as demais ciências, proporcionando uma compreensão muito mais ampla e profunda dos problemas. Resultado disso são reflexões comprometidas com a cientificidade, atualidade e relevância, como se pode ver nos trabalhos da presente coletânea. Nesse contexto, acrescentando ainda mais as fontes de produção científica, a obra engloba tanto trabalhos de juristas estrangeiros, quanto estudos nacionais, a partir do direito comparado, fator que confere especial relevância a partir do necessário intercâ